Retinopatia da Prematuridade numa Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais: Experiência de Oito Anos

  • Rita Moinho Hospital Pediátrico, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Sofia Morais Maternidade Bissaya Barreto, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Madalena Monteiro Serviço de Oftalmologia, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Gabriela Mimoso Maternidade Bissaya Barreto, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Abstract

Introdução: A retinopatia da prematuridade ocorre por inadequada vascularização da retina dos recém-nascidos prematuros. É uma doença multifatorial, com risco inversamente proporcional à idade gestacional e ao peso de nascimento. Objetivos: Caracterizar uma amostra de prematuros com critérios de observação oftalmológica e identificar os principais fatores de risco de retinopatia da prematuridade.

Métodos: Estudo descritivo de análise retrospetiva. Consulta dos processos dos prematuros internados de 2005 a 2012 com critérios de observação oftalmológica e colheita de dados demográficos, fatores de risco, observação oftalmológica, estadio da retinopatia e tratamento. Análise estatística: SPSS®v21, significância: p<0,05.

Resultados: Obtiveram-se 343 prematuros, 54% do sexo masculino. A incidência de retinopatia foi 15,5%, grave em 2,6%. O grupo com retinopatia teve média de idade gestacional de 27,5±1,9 semanas e peso de nascimento de 937±264 gramas e o grupo sem retinopatia teve, respetivamente, 29,8±1,9 semanas e 1216 ± 277 gramas (p<0,001). Os fatores com diferença entre os dois grupos foram: oxigenoterapia (p<0,001), ventilação invasiva (p=0,003) e sua duração (p<0,001), surfactante (p<0,001), dificuldade respiratória (p<0,001), sépsis tardia (p=0,019), persistência do canal arterial (p<0,001) e seu tratamento médico (p<0,001). A regressão logística mostrou que a idade gestacional é o fator de risco com maior repercussão na ocorrência de retinopatia (OR:0,542). O grau máximo de retinopatia foi 3 com doença plus, tendo 8 prematuros sido submetidos a cirurgia.

Discussão e conclusão: A incidência de retinopatia foi inferior a outros estudos. Confirma-se a importância de alguns fatores de risco, sendo a idade gestacional o fator mais determinante.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Rita Moinho, Hospital Pediátrico, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Sou Médica Interna do Internato completmentar em Pediatria Médica
Published
2015-07-08
Section
Original articles