Avaliação Prospectiva da Gravidade na Apresentação da Sépsis Meningocócica em Crianças

Authors

  • Paulo Oom

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2004.5012

Keywords:

Pediatria, sépsis meningocócica, gravidade, PRISM, PIM, GMSPS

Abstract

A sépsis meningocócica representa uma importante causa de internamento e mortalidade em cuidados intensivos pediátricos. Estão descritas diversas escalas específicas de avaliação da gravidade nesta situação mas existem muitas dúvidas sobre o seu desempenho relativo em crianças. As escalas preditivas de mortalidade para utilização mais geral em cuidados intensivos pediátricos como a PRISM e a PIM têm igualmente sido utilizadas para a avaliação da gravidade neste grupo de crianças.

Neste estudo avaliamos de forma prospectiva o desempenho relativo de diferentes escalas numa mesma população de crianças com suspeita clínica de sépsis meningocócica internadas numa unidade de cuidados intensivos.Durante o período do estudo foram internadas 35 crianças com o diagnóstico clínico de sépsis meningocócica das quais duas vieram a falecer.

Nestas crianças, as escalas de gravidade específicas para sépsis (Sinclair, Algren, Nurnberger e Roterdão) apresentaram uma sensibilidade de 100% e uma especificidade variável na previsão da mortalidade. O melhor desempenho foi conseguido pela escala de Roterdão que é simultaneamente a mais simples e objectiva. As escalas preditivas de mortalidade apresentaram um desempenho inferior ao da escala de Roterdão.

Downloads

Download data is not yet available.

Issue

Section

Original articles

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>