Vinte Anos de Actividade Científica

Authors

  • Maria Teresa Neto

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2005.4845

Abstract

O dinamismo e capacidade de actualização de uma equipa médica traduzem-se na actividade científica de uma unidade de saúde. Essa actividade constitui por isso um meio de avaliar o seu desempenho. Objectivo; Foi nosso objecdvo avaliar a actividade científica médica desenvolvida na unidade de cuidados intensivos neonatais (UCIN) do Hospital de Dona Estefânia desde a abertura, em Abril de 1983, até à comemoração dos seus 20 anos, em Abril de 2003. Material e Métodos; Os dados foram coligidos a partir dos curricula dos elementos da equipa, dos arquivos da unidade, da publicação do Anuário entre 1993 e 2001 e da memória de alguns elementos. Foram englobados os seguintes itens: presidência e moderação de conferencias, palestras e mesas redondas: conferências, palestras e comunicações livres; trabalhos publicados; participação em estudos multicêntricos nacionais e internacionais; estudos prospectivos desenvolvidos pela própria unidade; trabalhos indexados em Medline e citações; colaboração cm teses de doutoramento e mestrado; participação em conselhos científicos, editorais ou redactoriais de revistas científicas; e, finalmente, a actividade desenvolvida no âmbito de corpos directivos de sociedades científicas. Excluíram-se as apresentações em reuniões da unidade, do serviço ou outras reuniões de âmbito estritamente hospitalar e as palestras proferidas no âmbito do ensino pré-graduado. O número de médicos/ano foi calculado com base no número de anos durante o qual cada elemento integrou a equipa, o número total de elementos que dela já fizeram parte e os 20 anos da unidade.

Resultados: A média do número de médicos na UCIN foi de 9 por ano. Contabilizaram-se 123 moderações de mesa - 98 nacionais e 25 internacionais (média de 6 por ano; 0,7/médico/ano); 487 conferências, palestras e comunicações livres - 368 nacionais e 119 internacionais (média de 25 intervenções/ano; 2,7 intervençÕes/médico/ano); 221 publicações (média 11 publicações/ano; 1,2 trabalhos/médico/ano). Os anos de encerramento da maternidade são os de menor número de comunicações livres. A Unidade participou em 20 trabalhos prospectivos nacionais, em 14 estudos multicêntricos, dos quais 5 internacionais, e em 5 leses de mestrado ou doutoramento. Onze trabalhos estão indexados em Medline, encontraram-se 21 citações e foram atribuídos prémios a 23 trabalhos. Houve 10 participações em corpos directivos de sociedades científicas, I das quais internacional; 15 participações em corpos redactoriais e editoriais de revistas científicas, 3 das quais internacionais e organização de 64 reuniões científicas, 5 das quais internacionais. Discussão; Não havendo termo de comparação é difícil dizer se a actividade da UCEN foi aceitável. Apesar do esforço que sabemos ter sido desenvolvido e da preocupação que sempre orientou os chefes, a revisão parece somar pouco trabalho, nomeadamente no que respeita a publicações. A UCIN deve melhorar e deve induzir a melhoria do hospital. Por isso se fazem algumas propostas: estágios de internos em serviços idóneos com os quais se estabeleça intercâmbio científico; publicação em revistas indexadas;participação em estudos multicêntricos nacionais e internacionais; maior recurso a bolsas de invesrigação. A promoção da investigação passa pela definição de objectivos por períodos definidos, por grupos profissionais e por áreas de interesse, pela avaliação da concretização desses objectivos e pelo envolvimento activo da instituição. Para isso será fundamenta] o papel do Departamento de Investigação em Pediatria recentemente criado.

Palavras-Chave: Investigação, actividade científica, avaliação, desempenho.

Downloads

Download data is not yet available.

Issue

Section

Original articles

Most read articles by the same author(s)