Análise da referenciação ao Serviço de Urgência Pediátrico

Authors

  • Isabel Carvalho
  • Graça Ferreira
  • António Vilarinho

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2006.4779

Abstract

Contexto. Nos Serviços de Urgência Pediátricos, os doentes referenciados por outros profissionais de saúde representam uma proporção importante dos atendimentos diários. Actuação coordenada entre os cuidados de saúde primários e secundários permitiria uma melhor assistência à população e racionalização dos recursos de saúde.

Objectivos. Identificar os motivos e a adequação da referenciação de crianças ao Serviço de Urgência, quais as atitudes em meio hospitalar após a sua observação clínica.

Metodologia. Estudo descritivo transversal, com componente analítico, das crianças referenciadas à Urgência de Pediatria, nos dias úteis das 08:00 às 24:00, no período de Fevereiro a Julho de 2003. A referenciação foi considerada adequada caso se verificasse algum dos seguintes critérios: necessidade de realização de exames, necessidade de observação por outra especialidade, terapêutica no Serviço de Urgência ou necessidade de internamento.

Resultados. A amostra obtida foi de 132 crianças, das quais 25% foram referenciadas por falta de capacidade de atendimento no Centro de Saúde. Areferenciação pelos Centros de Saúde (65%) ocorreu principalmente no período das 12:00 às 20:00 (60%). O principal motivo de envio foi a sintomatologia respiratória (28,3%). No Serviço de Urgência, em 58,6% dos doentes foram realizados exames complementares de diagnóstico e foi necessária a observação por outra especialidade em 18,2% dos casos. Em 53,5% das crianças o diagnóstico definitivo foi infecção respiratória. A maioria (53%) necessitou de terapêutica no Serviço de Urgência e a necessidade de internamento verificou-se em 15% dos casos. A referenciação foi considerada adequada em 82% da amostra.

Conclusões. É fundamental o reforço de médicos nos Centros de Saúde, nomeadamente a existência do Pediatra Comunitário, a realização de alguns exames complementares, bem como alguns tipos de terapêutica. A melhoria da ligação comunidade/serviços de saúde e a adequação do recurso às urgências hospitalares reduziria o número de crianças observadas no Serviço de Urgência Pediátrico.

Downloads

Download data is not yet available.

Issue

Section

Original articles

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>