Casuistica de seis anos de uma maternidade privada

Authors

  • Ana Rodrigues Serviço de Pediatria Hospital Cuf Descobertas
  • Mafalda Lucas Serviço de Pediatria Hospital Cuf Descobertas
  • Sonia Fonseca Serviço de Pediatria Hospital Cuf Descobertas
  • Gloria Carvalhosa Serviço de Pediatria Hospital Cuf Descobertas
  • Ana Serrão Neto Serviço de Pediatria Hospital Cuf Descobertas

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2013.1264

Abstract

Introdução: Apresenta-se o movimento de uma maternidade privada e da unidade de cuidados especiais ao recém-nascido (UCERN).

Métodos: Estudo retrospectivo de 2006 a 2011, efectuado com base na consulta dos registos de nascimento e dos processos clínicos.

Resultados: No período de 2006 a 2011 nasceram 16701 nados-vivos e 9,4% necessitaram de internamento na UCERN. A incidência de prematuridade foi de 10/100 nados-vivos. Nos recém-nascidos internados na UCERN a mediana da idade de gestação foi 37 semanas, variando entre 26 e 41 semanas, sendo que 40,2% eram pré-termo; 2,5% pesaram menos de 1500g e 25,4% entre 1500g e 2499g. As patologias mais frequentes foram a respiratória (45,7%) e a digestiva (21,4%). Foram ventilados 17,1% dos recém-nascidos, num total de 459 dias de forma invasiva e 430 dias de ventilação não invasiva. Foram efectuados 262 cateterismos da veia umbilical, 52 da artéria umbilical e colocados 40 cateteres epicutâneos-cava, os quais permaneceram em média 5,6; 3,3 e 9,6 dias, respectivamente. O tempo de demora média de internamento foi 5,1 dias. Foram transferidos 32 recém-nascidos para outras unidades hospitalares. A taxa de mortalidade foi 0,3/1000 nados-vivos. Adicionalmente foram internados 873 recém-nascidos provenientes do ambulatório e os motivos mais comuns de internamento foram hiperbilirrubinémia (85,9%), infecção (3,6%) e desidratação (2,9%). O tempo de demora média de internamento do grupo proveniente do exterior foi 9,9 dias (excluídos internamentos inferiores a 24 horas). Foram transferidos para outras unidades hospitalares sete recém-nascidos. Não ocorreram óbitos nos RN provenientes do exterior.

Conclusão: A patologia foi diversificada e a evolução observada não diferiu do publicado na literatura nacional e internacional pelo que é lícito concluirmos que os resultados estão directamente relacionados com a capacidade e diferenciação assistencial independentemente de se tratar de uma unidade pública ou privada.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2014-01-15

Issue

Section

Séries de casos

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>